Olá amigos,

Na outra postagem sobre o livro da semana A Profecia de Hedhen, e apresentei alguns lugares da Terra de Hedhen. Hoje escolhi os três personagens que achei mais interessantes, um tarefa difícil, pois são  personagens muito bem definidos!

Jael, a Guardiã

     Nascida com um sinal que a identificava como a Luminar da Estrela, Jael foi obrigada a crescer em Gades, uma terra antiga e esquecida, mas também mágica e capaz de gerar muitos milagres. Ela tornou-se uma impetuosa e destemida caçadora, dominando o arco com precisão, mas tinha um gênio indomável e impaciente. O amadurecimento surge quando Jael recebe sobre si a responsabilidade de unir a tribo dos Queneus, seu povo, e tornar-se sua rainha, liderando-os e incentivando-os nas batalhas. O seu maior desafio, entretanto, é a busca da Profecia Selada. Um artefato misterioso que apenas ela pode encontrar, e com ele selar o destino da Herdeira. As maiores características de Jael são a lealdade e a coragem. Ela não teme enfrentar o perigo por aqueles a quem ama, mas teme o desconhecido, aquilo que ela não compreende com sua mente prática e objetiva. Ela e Deborah formam o par de heroínas protagonistas desta história, ambas portadoras dos “sinais noturnos”, nascidas para trazer a luz a um mundo de trevas.

Deborah, a Herdeira

     Ela nasceu com o sinal da lua, herdeira não apenas do trono de Salema, mas de toda a terra de Hedhen. Ela é a Herdeira da Profecia. Sua vida em Gades moldou seu temperamento e aguçou a sua sensibilidade. Dotada de um discernimento da Profecia que ultrapassava até mesmo o conhecimento dos sacerdotes, Deborah também trazia dentro de si a visão profética que lhe permitia sondar os pensamentos e prever acontecimentos. É reflexiva, sábia, equilibrada, ponderada, mas também portadora de uma alma guerreira que não tolera a injustiça e luta pelo que considera justo. Suas atitudes raramente seguem seus impulsos, como acontece com Jael. Ela é observadora cautelosa e tem na espada uma aliada que não precisa ser usada apenas para matar. Zelosa pela Profecia, ela não teme seguir em frente na missão que lhe é conferida. A única coisa que teme é o futuro que não consegue penetrar: o seu.

Héber, o Jovem

Héber, o Jovem, é o braço direito de Jael na liderança dos Queneus. Comandante valoroso e honrado, destaca-se por sua lealdade à causa da Profecia. Ele não hesita em enfrentar um solitário e perigoso caminho, a fim de buscar ajuda nas Cavernas do Sal. Sua tribo está dividida e o Shofar de Héber, símbolo da autoridade quenita, deve ser novamente tocado. Dessa forma, ele segue na esperança de encontrar Jael, sua prima. Ela é a única que pode tocar o shofar, pois é a filha da primogênita de Héber, o Velho. Juntos, eles vão empreender uma viagem para as terras quenitas, fato que acaba por aproximá-los de uma maneira cada vez mais forte. O senso de humor, a coragem, a sensibilidade e a lealdade são as principais características desse guerreiro das estepes de Hedhen.
Isso foi só para dar um “gostinho”, no blog da autora estão todos esses personagens fantásticos!
Fiquei muito feliz ao saber que a autora Cristina Aguiar vai lançar seu livro na Bienal, assim poderei conhecê-la pessoalmente! Sucesso a todos os autores da Modo Editora !
abraços e até a próxima
Fabiana Cardoso
Anúncios